Por que a falta de calibração de equipamentos pode gerar grandes prejuízos

No mundo moderno não há espaço para falhas. Elas ocorrem, claro, afinal o próprio ser humano é falho – e, por isso mesmo, procura meios de superar suas limitações através de instrumentos e máquinas. E é justamente a imensa aplicabilidade dessas ferramentas que move a economia, gerando, então, um verdadeiro círculo vicioso: quanto maiores as falhas dessas máquinas, criadas, operadas, calibradas e mantidas pelos seres humanos, maiores os prejuízos.

Por isso, a calibração de equipamentos é um assunto tão delicado, que demanda pessoal especializado e muita atenção, tanto por parte da própria indústria, quanto dos órgãos competentes por sua fiscalização.

A manutenção preventiva de máquinas e equipamentos é essencial para para manter seu perfeito funcionamento e a produtividade da empresa, mas a simples falta de calibração pode acarretar em imensos prejuízos – e de diversas formas.

falta de calibração de equipamentos pode acarretar em imensos prejuízos

Calibração de equipamentos incorreta fornece de medidas erradas

Imagine chegar a um posto de gasolina e pedir para encher o tanque – e depois descobrir que o ponteiro do painel indicou que estava cheio um tanque que ainda estava pela metade. Com certeza o consumidor não vai gostar nem um pouco quando descobrir o erro.

Por outro lado, o mesmo pode ocorrer na própria bomba de gasolina, que pode entregar mais combustível do que o comprado por um simples erro de medição – e dessa vez o prejuízo será do dono do posto.

No comércio, segurança, saúde, indústria,  meio ambiente ou em qualquer outro setor da sociedade, a calibragem e a manutenção são essenciais para evitar incorreções nas medidas fornecidas. É sempre bom lembrar que os erros não-intencionais também geram prejuízo e os intencionais são fraude.

Por isso, manutenção e calibração de equipamentos são duas medidas que devem andar sempre juntas e serem regulares, independentemente do tamanho do negócio ou sua área de atuação. Na indústria, por exemplo, a calibração errada pode gerar problemas graves, aumentando despesas, reduzindo sua competitividade no mercado e reduzindo sua credibilidade frente fornecedores e consumidores e ainda afetando a segurança dos funcionários.

Falta de calibração de equipamentos reduz a vida útil do maquinário

A calibração de equipamentos inadequada ou inexiste gera um maior desgaste nas peças. Se não houver manutenção, estas só demonstrarão necessidade de troca quando todo o funcionamento estiver desgastado, reduzindo a vida útil da máquina como um todo.

A quebra da máquina por causa de uma calibragem mal feita também gera prejuízo pelo tempo de ociosidade até sua substituição: a produção fica reduzida, assim como a presença do produto no mercado.

Para compensar essa redução é preciso que a demanda de trabalho aumente, gerando horas extras dos colaboradores e/ou contratação de novos funcionários. Assim, aumentam o risco de acidentes e das despesas com salários, horas extras e indenizações trabalhistas, por exemplo.

Calibração de equipamentos: medições sempre precisas

Queda na qualidade dos produtos

A excelência dos processos depende de uma calibração de equipamentos eficiente, caso contrário os erros afetam a qualidade dos produtos e geram prejuízo.

Por exemplo, se o produto não passa no controle de qualidade na primeira linha, é preciso produzir nova demanda com a calibragem de equipamentos adequada – o que aumenta os custos do processo.

Por outro lado, se o artigo chega ao consumidor final com erros de produção, a credibilidade da empresa despenca, reduzindo sua competitividade.

Falta de segurança para os funcionários

Máquinas mal calibradas podem colocar em risco a segurança dos funcionários, que ficam mais expostos a descargas elétricas, peças soltas e até explosões. Muitos outros problemas causados pela falta de calibragem de equipamentos também podem causar mal à saúde, como alergias, inalação de produtos tóxicos, etc.

A excelência dos processos depende de uma calibração de equipamentos eficienteCalibração de equipamentos: medições sempre precisas

Todos esses e muitos outros problemas podem ser evitados com uma calibração de equipamentos eficiente, conforme os valores-padrão do aparelho e os fornecidos pelos órgãos de controle de qualidade locais ou internacionais.

Como a calibração de equipamentos também age de forma preventiva, através dela é possível conhecer os erros e as incertezas dos instrumentos, podendo-se definir se ele está ou não apto a controlar um produto ou processo – como no caso dos instrumentos de medição, por exemplo. Dessa forma, a calibração faz com que o equipamento esteja sempre em conformidade com o pretendido e com a legislação, evitando problemas com a fiscalização.

Por isso, é de fundamental importância estabelecer um programa de calibração/manutenção de equipamentos que contemple todos os parâmetros a serem calibrados e que corresponda aos padrões de medidas estabelecidos.

Ainda ficou alguma dúvida? Quer saber mais sobre o assunto? Compartilhe conosco a sia sugestão aqui nos comentários!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *