Como a instrumentação industrial gera mais produtividade, economia e segurança

Como a instrumentação industrial gera mais produtividade, economia e segurança

Manter a alta performance da indústria não é tarefa fácil, principalmente com plantas industriais cada vez maiores. É a eficiência dos processos que garante as vantagens competitivas e os bons resultados econômicos e produtivos. Para isso, no entanto, o controle de processos teve que acompanhar a tecnologia, trazendo como resultado aparelhos cada vez mais duráveis, precisos e rápidos. Veja agora como a instrumentação industrial gera muito mais produtividade, economia e segurança para a os diversos setores da indústria.

A instrumentação industrial é a ciência que aperfeiçoa os processos de fabricação e obtenção de um produto de melhor qualidade, em um tempo e a um custo menores. Para isso, ela adapta e cria tecnologias e dispositivos de medição, transmissão, registro, controle e ajuste de variáveis das diversas etapas e áreas da produção. Assim, ela pode incluir dispositivos e outras ferramentas capazes de modificar um parâmetro de controle e fornecer outros tipos de recursos automatizados de controle.

Surgida na década de 40, a instrumentação industrial nasceu da necessidade de otimizar o uso de instrumentos pneumáticos de transmissão e controle. A ideia era automatizar tanto o controle quanto a monitoração de forma que o operador não precisasse abrir e fechar manualmente as válvulas.

Com o avanço da tecnologia houve a migração dos sistemas pneumáticos para os eletrônicos na década de 70, já um sólido resultado da própria instrumentação industrial. A evolução constante da área conseguiu reduzir vazamentos, e, com o surgimento da computação, a instrumentação passou a otimizar uma complexidade cada vez maior de malhas de controle, necessárias à grande quantidade dos processos industriais.

Hoje várias malhas podem ser reunidas em uma única sala de controle (Sistema de Controle Distribuído), comandadas por via wireless através de uma tela de computador.

Benefícios da instrumentação industrial

Benefícios da instrumentação industrial

Nas plantas industriais a instrumentação é um dos ramos da engenharia mais essenciais com diversos benefícios para a produção e para a segurança dos funcionários. É através dela que é feita a coleta de dados sobre o funcionamento dos equipamentos e a estabilidade da produção, auxiliando a formar parâmetros que indiquem onde e quando deve haver reajustes.

Esses parâmetros, por sua vez, são formados por valores como grau de viscosidade, radiação, densidade, frequência, fluxo, tensão, indutância, temperatura, resistividade, medição de nível, capacitância, composição química e propriedades químicas.

Mais produtividade, segurança e economia

Até há alguns anos era necessário que o operador fosse pessoalmente fazer a medição desses parâmetros inspecionando o funcionamento dos equipamentos, mas hoje a automação, possibilita que esse controle seja feito de forma remota.

Apesar de muito frequentemente ainda haver confusão entre instrumentação industrial e automação, elas são bem diferentes. Andam juntas, é verdade, e estão relacionadas, mas a automação estuda formas de reduzir a mão-de-obra humana nos processos, substituindo-a eficazmente pela máquina ou robô.

Já a instrumentação industrial estuda o aperfeiçoamento do desempenho e controle dos processos industriais. Na prática elas se complementam, mas respondem por conceitos e setores diferentes.

Mais produtividade, segurança e economia

Ao aperfeiçoar os processos de produção a instrumentação industrial realiza testes e procedimentos de manutenção preventiva e/ou corretiva de equipamentos e instrumentos de medição e de controle para pressão, temperatura e outras variáveis de processos contínuos e de manufatura.

Mais produtividade, segurança e economia

Dessa forma, provém maior segurança para os funcionários, melhor funcionamento do equipamento gerando economia e redução de gastos com reposição de peças e substituições desnecessárias e, consequentemente, provém a melhoria da produção.

As unidades de produção têm resultados superiores gerados pela instrumentação industrial em relação à utilização de recursos, rentabilidade desempenho, proteção ambiental e segurança, por exemplo. Além disso ela também pode ser aplicada como suporte aos funcionários oferecendo garantia a mais na segurança do trabalho reduzindo o risco de acidentes no controle das funções do maquinário.

Ainda ficou alguma dúvida? Entre em contato e fale com um de nossos consultores especializados.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *